Parte I – Fundamentos

1. Sistemas colaborativos para uma nova sociedade e um novo ser humano
2. Teorias e modelos de colaboração
3. Ontologia de colaboração

Parte II – Sistemas e Domínios

4. Redes sociais
5. Sistemas de comunicação para colaboração
6. Ambientes virtuais colaborativos
7. Democracia eletrônica
8. Desenvolvimento colaborativo de software
9. Aprendizagem colaborativa com suporte computacional

Parte III – Técnicas

10. Percepção e contexto
11. Colaboração em processos de negócio
12. Conhecimento coletivo
13. Gestão do conhecimento e memória de grupo
14. Folksonomia
15. Sistemas de Recomendação
16. Inteligência artificial para sistemas colaborativos
17. Interação em Sistemas Colaborativos
18. Mobilidade e ubiquidade para colaboração

Parte IV – Desenvolvimento

19. Hardware para colaboração
20. Arquiteturas distribuídas para sistemas colaborativos
21. Middleware para sistemas colaborativos
22. Componentes de software para sistemas colaborativos

Parte V – Pesquisa

23. Metodologia de pesquisa científica em sistemas colaborativos
24. Experimento em sistemas colaborativos
25. Estudo de caso em sistemas colaborativos
26. Pesquisa-ação em sistemas colaborativos

Apresentação

O livro Sistemas Colaborativos discute os sistemas e as técnicas para apoiar a colaboração entre as pessoas, lança um olhar para alguns aspectos humanos e culturais sobre a tecnologia. Para o estudante de computação, não é mais suficiente conhecer bits e bytes, não basta saber engenhar um software, é preciso entender também de gente! Afinal, os atuais sistemas estão sendo projetados para esse ser humano que trabalha em grupo em nossa sociedade conectada. O próprio livro é um exemplo de que as pessoas estão trabalhando de forma cada vez mais colaborativa. Provavelmente, nenhum autor seria capaz de escrever este livro sozinho. O livro só foi possível porque dezenas de pesquisadores se empenharam para, juntos, conseguirmos realizar esta tarefa complexa, organizar o conhecimento da área e criar um livro-texto para essa disciplina tão contemporânea.

Com a popularização da colaboração pela web, que passou a ser denominada “web social”, cresceu a importância de estudos sobre os sistemas colaborativos: redes sociais, sistemas de comunicação, editores cooperativos, sistemas de compartilhamento de conteúdo e de arquivos, mundos virtuais, ambientes de aprendizagem colaborativa, ambientes de desenvolvimento distribuído de software, sistemas de gestão de conhecimento, dentre tantos outros.

Sistemas Colaborativos é a tradução adotada no Brasil para designar ambos os termos: groupware e “CSCW” (Computer Supported Cooperative Work). Muitos consideram groupware e CSCW como sinônimos, outros preferem reservar a palavra groupware para designar especificamente os sistemas computacionais usados para apoiar o trabalho em grupo, e o termo CSCW para designar tanto os sistemas quanto os efeitos psicológicos, sociais e organizacionais do uso desses sistemas. A área surgiu no início da década de 1980 de um esforço dos tecnólogos para aprender com a Psicologia, Sociologia, Antropologia, Educação, Economia e outras áreas que investigam a atividade em grupo. Na área de Sistemas Colaborativos, discute-se tanto o uso quanto o desenvolvimento de sistemas para dar suporte à colaboração. Diversas áreas da Computação contribuem para os aspectos técnicos relacionados ao desenvolvimento de sistemas colaborativos: Sistemas de Informação, Interação Humano-Computador, Inteligência Artificial, Sistemas Distribuídos, Banco de Dados, Computação Gráfica, Sistemas Multimídia, Engenharia de Software, entre outras áreas.

O livro aqui apresentado é o resultado da colaboração de 49 pesquisadores atuantes na área de Sistemas Colaborativos no Brasil. Foi escrito para ser o livro-texto da disciplina homônima que consta no currículo de referência da Sociedade Brasileira de Computação. O objetivo educacional do livro é promover a competência em analisar e projetar sistemas colaborativos para o trabalho e a interação na sociedade conectada.

Organizamos o livro em 5 partes. Na Parte I são discutidos os fundamentos da área, algumas teorias e modelos. Na Parte II são analisados alguns tipos de sistemas colaborativos e domínios de aplicação. Na Parte III são explicadas as técnicas que dão suporte à colaboração em sistemas computacionais. Na Parte IV são abordados os aspectos técnicos para o desenvolvimento de sistemas colaborativos. Na Parte V são apresentados alguns métodos de pesquisa científica na área de sistemas colaborativos.

Cada capítulo foi concebido para ser uma aula da disciplina Sistemas Colaborativos. O professor, ao planejar suas aulas, tem liberdade para elaborar um roteiro didático escolhendo os capítulos na ordem que preferir. Não é preciso seguir a ordem sequencial nem abordar todos os capítulos na disciplina.

Em cada capítulo está disponível uma apresentação-base para apoiar o professor na preparação de uma aula, e também estão disponíveis as respostas comentadas para os exercícios propostos ao final de cada capítulo.

Bom estudo!

Mariano Pimentel e Hugo Fuks
(Organizadores)